Projeto “Amigos da RCC” e novo Estatuto do movimento são apresentados em assembleia arquidiocesana

A Renovação Carismática Católica (RCC) da Arquidiocese de Juiz de Fora realizou, neste domingo (21), uma Assembleia Ordinária, on-line, para apresentação do novo Estatuto que rege o movimento, bem como a exposição do novo projeto financeiro “Amigos da RCC”. O evento foi previamente comunicado por meio de edital, datado do dia 21 de fevereiro, e contou com a participação de 58 pessoas, sendo 39 coordenadores de Grupo de Oração, sete coordenadores arquidiocesanos de Ministérios, nove coordenadores de forania, um representante do Conselho Fiscal, um ex-coordenador arquidiocesano e quatro membros do Conselho Executivo. A assembleia foi realizada virtualmente, pela plataforma meet, e gravada (documentada).

O evento teve início com um momento de acolhida, oração e louvor, conduzidos pela secretária-geral, Djane Aparecida, e pelo coordenador do Min. de Música e Artes, Marcelo Vieira. Os participantes ouviram um áudio do arcebispo Metropolitano Dom Gil Antônio Moreira, que orientou a todos a rezarem pelo fim da pandemia, pela conversão e a pedir o auxílio do Espírito Santo.

“Esse movimento [RCC] veio do céu, ajuda muitas pessoas a encontrarem a força do alto, que é o próprio Espírito Santo”

Padre João Carlos Ventura de Oliveira, diretor espiritual da RCC na arquidiocese, realizou uma pregação, refletindo o evangelho de João 12, 20-33.

“Somos renovação. Chegou essa hora. É crucial defender o nosso movimento, amar o nosso movimento, defender o nosso movimento. É necessário ter esse sentimento de pertença”.

Os advogados Leon Frederik Fonseca Almeida e Telcy Maria Fonseca Almeida, que prestaram serviço de consultoria jurídica ao movimento, apresentaram o novo Estatuto da Associação Boa Nova da Renovação Carismática Católica da Arquidiocese de Juiz de Fora.

“A gente percebeu que o estatuto antigo não deixava tão claro a forma como os procedimentos deveriam ser realizados, então precisamos reconstruir do início e deixar tudo de forma mais clara”.

O novo estatuto trouxe mudança em alguns termos considerados juridica e socialmente defasados, expôs os deveres dos associados do movimento e enfatizou a necessidade da participação ativa nos eventos e reuniões como premissa para pertencer à Associação. Após a apresentação, alguns participantes tiraram dúvidas e todos os presentes receberam o documento virtualmente para apreciação. Uma nova assembleia será marcada para votação e aprovação das mudanças, para, posteriormente, ser realizada a coleta das assinaturas dos associados, coordenadores de Grupos de Oração.

Em um segundo momento da Assembleia Ordinária, o Tesoureiro do movimento, Manoel Afonso de Oliveira, apresentou o projeto “Amigos da RCC”, para arrecadação de recursos a serem investidos na construção e manutenção da futura sede da RCC em Juiz de Fora. Afonso destacou a importância da participação ativa de todos os membros para uma arrecadação de sucesso.

Nós não fomos ensinados que, quando somos servos da RCC, também nos tornamos associados do movimento. Nós somos sócios desta associação, é como se fôssemos dono.

Em seguida, o tesoureiro propôs a criação de carnês de contribuição direcionados a este propósito, no valor de 10 reais mensais, a serem distribuídos em larga escala, com quantidade mínima por Grupo de Oração, para assim atingir a meta de arrecadação da construção e manutenção da sede. O tesoureiro reforçou, também, a importância de manter a contribuição permanente mensal do Grupo de Oração, que já existe no movimento.

Ao fim da assembleia, o coordenador do Ministério de Comunicação Social, Gabriel Landim, reforçou a necessidade do pastoreio como manutenção futura dos trabalhos dos Grupos de Oração.

“Precisamos refletir a seguinte pergunta: depois da pandemia, os participantes vão voltar a frequentar meu Grupo de Oração? Onde eles estão neste momento? É preciso pastorear, não perdê-los de vista, o que nos ajudará a manter nosso povo, a participação ativa”.

A presidente do Conselho Arquidiocesano, Denise Aparecida de Jesus, encerrou o evento destacando a importância da unidade e da participação no movimento.

Estamos mais parados por causa da pandemia, mas não estamos de férias. Precisamos participar ativamente do Grupo de Oração online, das reuniões, das convocações do movimento.

Mais detalhes do projeto “Amigos da RCC” serão divulgados em breve.

Outra assembleia deve ser marcada para a votação das mudanças no texto do Estatuto da associação, para posterior apreciação judicial e protocolo em cartório.